BLOG DA
Laís Laíny

Sob ameaça de lockdown regional, rodízio no comércio é cogitado

26 de Junho de 2020 | 21h27 | Atualizado há 10 dias

PUBLICIDADE
Novas medidas de restrição estão previstas para Cascavel na próxima semana para tentar conter a circulação do novo coronavírus. Sob ameaça de lockdown, empresários do G8 - ainda que a contragosto - sinalizam para aceitar uma redução do funcionamento do comércio para evitar um fechamento total.

Não é de hoje que o movimento do governo do Estado é para que haja um fechamento total na região e um lockdown regional está muito perto de ser decretado. Para daqui quatro ou cinco dias.

Sabendo disso, duas importantes reuniões foram realizadas nesta sexta-feira (26) entre o Executivo e empresários para tentar evitar o fechamento total e mais prejuízos econômicos ao passo que haja uma circulação menor de pessoas.

E na mais relevante delas saiu uma decisão: os representantes de entidades organizadas concordaram com um novo plano de contingência.

Uma das sugestões propostas pelo Executivo,que podem ser implantadas semana que vem, é de um rodízio de atividades. Uma planilha com cada segmento comercial define quantas vezes por semana cada setor poderá funcionar.

Alguns casos, a proposta é restrição de funcionamento de três vezes por semana. Modelo parecido com o já implantado em Ponta Grossa.

O blog apurou que durante no G8 imperou a divisão entre os que concordam e os que renegam o plano de contingência. Mas o que ficou claro para o grupo: é isso ou fecha tudo.

Um dos argumentos mais fortes que pesou para os empresários foi o da Secretaria de Saúde sobre a realidade dos leitos.

As vagas de Cascavel evaporam rapidamente. O Hospital de Retaguarda lotou em 48 horas e o número de leitos da macrorregião oeste também escassos.

A taxa de ocupação hospitalar 88,2% nos leitos de UTI (Unidade Terapia Intensiva) e 79,1% nos leitos de enfermaria.

A macrorregião oeste tem 95 de UTI e 127 de enfermaria.

Informações repassadas ao blog é que neste fim de semana será oficializada a posição dos comerciantes e no início da semana poderá sair um decreto.
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM