Laís Laíny

Pós-reforma da previdência, licenças serão bancadas pelo Município

Impacto será de R$ 7,2 milhões

04/11/2019 19h09

O impacto da Reforma da Previdência para a Prefeitura de Cascavel será sentido pelos servidores e também nos cofres municipais.

A partir da aprovação da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) que vai incluir estados e municípios, o IPMC (Instituto de Previdência Municipal de Cascavel) vai deixar de gerir e bancar as licenças maternidade, doença ou reclusão.

"Os institutos de previdência ficarão apenas com pensão e aposentadorias. Em Cascavel, as licenças maternidade, doença e reclusão voltam ao Município".


O impacto financeiro será de R$ 600 mil por mês. Em um ano, chegará a R$ 7,2 milhões.

Além dessa transferência de gestão, haverá o aumento no índice de recolhimento de 11,5% para 14%.

?O Município terá que adotar medidas para resolver isso pois vai aumentar em 2,5% e também vai assumir as licenças. Se o índice prudencial já está alto, vai aumentar ainda mais?.


PROFESSORES

E os professores serão uma das categorias com mais impacto. A partir da aprovação, os novos professores vão trabalhar até 62 anos (homens) e 57 anos (mulheres).

Leia outros artigos de Laís Laíny