Defesa nega envolvimento de vereador de Arapongas em jogos de azar

Na casa do parlamentar uma grande quantia de dinheiro foi apreendida

25 de setembro de 2020 | 16h00 | Atualizado há 24 dias

Foto: divulgação Gaeco
PUBLICIDADE
A defesa do presidente da Câmara dos Vereadores de Arapongas, Osvaldo Alves dos Santos, negou que o vereador tenha cometido qualquer ato ilícito. A residência do parlamentar foi alvo de uma operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), que investiga um suposto esquema envolvendo jogos de azar e lavagem de dinheiro.

Através de uma nota oficial enviada à imprensa, os advogados do presidente da Câmara afirmam que "não foram praticadas quaisquer condutas ilícitas e/ou irregulares".

Sobre o montante de dinheiro encontrado na casa do vereador, a defesa diz que "Os valores localizados em sua residência têm origem lícita, e estão declarados perante a Receita Federal".

Já com relação à arma de fogo apreendida na residência, a nota diz que ela "está devidamente registrada perante o órgão competente, não havendo ilicitude nesse sentido".

A nota segue: "Ademais, não se descarta a possibilidade de que eventuais denúncias infundadas em face do Sr. Osvaldo Alves dos Santos, em data próxima às eleições municipais, tenham como escopo influenciar o resultado das urnas".
Informações: TN Online
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM