Família acompanha negociação entre PM e homem que faz enteados reféns

Situação já dura cerca de 12 horas; militares do Bope, de Curitiba, fazem as negociações

03 de dezembro de 2019 | 02h14 | Atualizado há 247 dias

PUBLICIDADE
A negociação entre equipes da Polícia Militar e um homem que faz os dois enteados reféns em Cafelândia já dura cerca de 12 horas. Toda a situação é acompanhada de perto por familiares do homem e também pela mãe dos dois adolescentes.

Policiais militares do Bope (Batalhão de Operações Especiais) vieram de Curitiba e assumiram as negociações com o suspeito, de 39 anos, que, desde o início da tarde de segunda-feira (2), mantém em cárcere privado os dois enteados, de 12 e 14 anos.

A PM, por ora, descarta invadir a residência e tenta negociar para que o homem se entregue pacificamente. Com uma faca, o suspeito ameaça os dois adolescentes caso os policiais tentem entrar no local. Do lado de fora, familiares aguardam ansiosamente pelo desfecho da situação.

A situação chamou a atenção de moradores da pacata cidade. Por conta do grande número de curiosos, a PM isolou a Rua Elizabeta Pereira, no Bairro Benjamim Motter, onde fica a casa da família.

Além de equipes da Polícia Militar, ambulâncias do Samu também estão posicionadas nas proximidades em caso de necessidade. Segundo a família, o homem teria problemas psiquiátricos e fez os enteados reféns após uma discussão.
Redação Catve.com
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

NOTÍCIAS RELACIONADAS


VEJA TAMBÉM