Lindoeste

Feminicídio em Lindoeste: filha de 15 anos tentou impedir morte de Sandra

O último registro de agressão contra Sandra foi feito em 2015, de acordo com a Polícia

05/08/2019 17h05 | Atualizado em 05/08/2019 18h18
A Delegada Ana Karine Palodetto divulgou detalhes da investigação sobre o crime de feminicídio que vitimou Sandra Nobre dos Santos, na madrugada desta segunda-feira (5), em Lindoeste.

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito do crime, é o marido de Sandra, considerado foragido.

A principal hipótese é de que o crime tenha motivação passional, já que, conforme relatos de vizinhos, o homem era bastante ciumento e as brigas entre o casal eram recorrentes.

Segundo relatado pela Delegada, Sandra foi morta com dois tiros, sendo um no peito e outro no topo da cabeça.

Os filhos de Sandra, uma adolescente de 15 anos, e a criança de 12, presenciaram o crime. A filha chegou a tentar impedir o crime, enquanto os pais discutiam, mas o homem armado com calibre 38 efetuou os disparos contra Sandra, que estava com a filha de um ano no colo.

O homem fugiu do local logo depois do crime. Não havia mais ninguém na casa no momento do assassinato, somente a família.

Foram realizadas diligências mas o homem não foi encontrado.

A adolescente de 15 anos na tentativa de distrair o pai para que ele não atirasse na mãe, puxava o homem e acabou quebrando a mão.

Também estava na casa a criança de 4 anos, também filha do casal.

O casal já possuía um histórico de agressões. O último registro feito por Sandra foi em 2015, mas de acordo com a delegada, a mulher retirava as queixas, impossibilitando investigação criminal contra o marido.

O casal possuía um comércio juntos, que ficava anexo a residência. O corpo de Sandra ainda para por perícia para análises da causa da morte.

Redação Catve.com



** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 9 9982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642.