Caminhão atingiu pessoas que estavam na pista após desviar do acostamento

Corpo de Bombeiros apresentou detalhes sobre o grave acidente na BR 277 em São José dos Pinhais

03 de agosto de 2020 | 14h51 | Atualizado há 46 dias

PUBLICIDADE
Um gravíssimo acidente na noite de domingo (02) envolvendo 22 veículos deixou oito mortos e pelo menos 25 feridos no quilômetro 77 da BR 277, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. A principal causa do acidente foi a densa fumaça causada por um incêndio ambiental às margens da pista, que prejudicou a visibilidade na rodovia.

O cenário mobilizou uma verdadeira força-tarefa de equipes de socorro para atender e encaminhar às vítimas para hospitais, além de manter a sinalização e a segurança do trecho. Foram cerca de 10 ambulâncias do Corpo de Bombeiros, Samu e da concessionária que administra a rodovia, além de três caminhões de resgate e 15 viaturas policiais.

De acordo com os bombeiros, envolveram-se no acidente cinco motocicletas, 16 veículos leves, entre eles uma viatura da Polícia Militar, e um caminhão. A causa do acidente - falta de visibilidade - também trouxe entraves para o trabalho das equipes de socorro. "A situação era complexa para entender, mas o que nos relataram é que teria um primeiro acidente e que as pessoas, que vinham atrás, começaram a parar os veículos no acostamento. O caminhão, que é um veículo pesado, estava vindo atrás e acabou indo para o acostamento, e quando viu que tinha vários veículos, ele desviou novamente para o acidente que já estava lá", relatou a tenente do Corpo de Bombeiros, Camila Rodrigues.

Outro ponto que contribuiu para a dimensão do trágico acidente, segundo o Corpo de Bombeiros, é o fato de que muitas pessoas estavam em pé na rodovia, auxiliando as vítimas envolvidas no primeiro acidente, e outras em um ponto de ônibus. "As pessoas desceram do veículo para ajudar e foram atropeladas, carros jogados em cima delas", relatou a tenente.

O motorista da carreta não sofreu ferimentos, mas ficou em estado de choque. A Polícia Civil deu início às investigações para apurar as causas da batida, bem como o que pode ter provocado as chamas às margens da rodovia.

O acidente deixou, ao todo, 34 vítimas, sendo oito fatais, duas em estado grave - com risco de morte, outras cinco graves e 20 vítimas leves.

O IML (Instituto Médico-Legal) de Curitiba recebeu os oito corpos - cinco mulheres e três homens, todos adultos, segundo os dados repassados. As vítimas tiveram múltiplas fraturas e algumas delas foram mutiladas.
Redação Catve.com
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

NOTÍCIAS RELACIONADAS


VEJA TAMBÉM