Cascavel

Pecuária do futuro é um dos temas debatidos no 5º Show Pecuário

Representantes da Embrapa Gado de Leite e da Embrapa Gado de Corte farão palestras no evento

19/07/2019 18h41 | Atualizado em 19/07/2019 18h49
Foto: Assessoria
Automação na pecuária. Com esse título o analista de Tecnologia da Informação, Quintino Neto, da Embrapa Gado de Corte (MS) fará uma das palestras da 5ª edição do Show Pecuário, em Cascavel, evento que ocorre de 23 a 26 de julho. A pecuária de precisão chega ao setor agropecuário com o objetivo de aumentar a produtividade e evitar práticas inflexíveis. Durante sua palestra, Neto apresentará os trabalhos da Embrapa na área e as oportunidades para o produtor. O chefe da Embrapa Gado de Leite, Paulo do Carmo Martins, falará sobre o leite na era digital. O Show Pecuário é gratuito e é uma promoção do Sindicato Rural de Cascavel e Sociedade Rural do Oeste do Paraná.

Tecnologias como o chip de identificação umbilical (com e sem termômetro), o teclado do peão, a balança de passagem - Balpass, o mangueiro digital e o colar com GPS para identificar a trajetória dos animais na pastagem são algumas ferramentas que o participante conhecerá durante a apresentação de Neto.

O analista de TI atua na equipe liderada pelo pesquisador Pedro Paulo Pires, uma das referências no País em desenvolvimento de equipamentos para aprimorar a identificação eletrônica e rastreamento de bovinos de corte.

"A pecuária de precisão chegou para otimizar as etapas do processo de produção, visando a maximização dos índices produtivos e a minimização de custos de produção. A partir do monitoramento efetivo e controle das etapas de produção, promove-se também o bem-estar dos animais, dos empregados e a satisfação dos consumidores", afirma o analista.

A palestra sobre pecuária de precisão da Embrapa acontecerá na quinta-feira, 25, às 14h. Já o leite da era digital será realizada no dia 24, às 10h.

MAIS PALESTRAS
Uma das atrações do evento será a palestra de Hyberville Neto, médico veterinário e analista da Scot Consultoria, uma das maiores empresas do ramo do Brasil. Sua palestra será sobre as tendências do mercado para corte e leite. "Os preços do leite pago ao produtor estão perdendo força. No pagamento realizado em junho, que remunera o leite entregue em maio, considerando a média Brasil a valorização foi de 0,6%, a menor variação desde janeiro, quando os preços começaram a subir. Na comparação com o mesmo período do ano passado, o produtor está recebendo 9,5% mais este ano. A maior oferta de matéria-prima e a demanda não evoluindo vêm pressionando o mercado. Para os próximos meses o viés é de baixa no Brasil Central e regiões do Sudeste e Sul do país. Somente nos estados do Nordeste são esperados aumentos nos preços do leite ao produtor, em função da produção, que deverá seguir caindo", adiantou.

Sobre a pecuária de corte, apesar de uma economia ainda em início de recuperação, o mercado do boi gordo tem trabalhado firme em 2019. "A pressão de final de safra não foi forte na maior parte das regiões, com as chuvas mais persistentes no Brasil Central. As exportações de carne bovina têm colaborado e para o segundo semestre a expectativa é de que o ritmo dos embarques continue forte. Os efeitos da Peste Suína Africana sobre a produção de carne suína chinesa colaboram com o apetite do país asiático também pela carne bovina. Além disto, temos observado um ano de oferta menor de categorias de reposição, o que gera expectativa de preços firmes também para os animais jovens", comentou. Para saber mais, participe da palestra que acontece dia 23, às 9h30.

Na piscicultura, os princípios de uso dos biorremediadores na piscicultura é tema da palestra do químico Laercio Richter, no dia 26, às 14h.

Inicialmente o palestrante falará sobre microrganismos de uma forma geral, buscando desmistificar a fama de que são malfeitores. Na sequência ele fará uma breve abordagem sobre algumas definições relacionadas as questões hídricas, da dinâmica e das interações que a água tem na superfície dos solos e no subsolo e a relação dessas interações com as práticas de usos dos solos e a qualidade das águas para uso na piscicultura. "Depois disso, vou falar sobre o que são, como atuam, quando usar e como aplicar os biorremediadores e os benefícios que se espera com o uso deles. Por fim pretendo discorrer sobre a importância de um diagnóstico das condições de cada viveiro para o uso de biorremediadores", detalhou.

Para os criadores de ovinos, Jaciane Beal, da Ovinopar (Associação Paranaense de Criadores de Ovinos) fará uma palestra sobre o confinamento de ovinos e o mercado do setor. A zootecnista trará informações sobre o mercado de carnes, cooperativas, exemplos de projetos de sucesso, estratégias de comercialização entre outros assuntos. Também haverá um julgamento de 10 raças no dia 25 e 26, às 9h, e comercialização constante de animais.

Assessoria



** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 9 9982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642.