Cotidiano

Homem é denunciado por usar braço de silicone para não tomar vacina da Covid-19

Fato ocorreu na Itália; Ele queria obter o certificado de vacinação sem tomar o imunizante


(Foto: Catve)

PUBLICIDADE
Na Itália, um homem na casa dos 50 anos de idade enfrenta acusações de fraude por ter comparecido a um posto de vacinação contra a Covid-19 com um braço falso de silicone. Ele queria obter o certificado sanitário nacional sem tomar o imunizante. O caso aconteceu na cidade de Biella, no norte do país. De acordo com o jornal italiano La Repubblica, o homem, que é dentista, foi o único suspenso no trabalho por se recusar a se vacinar. A tentativa de fraudar a vacinação com o braço falso, entretanto, não passou despercebida pela enfermeira Filippa Bua. "Me senti ofendida como profissional", disse Filippa ao jornal. "A cor do braço me fez desconfiar e pedi ao homem que descobrisse o resto do braço esquerdo. Era bem feito, mas não da mesma cor", continuou. Após ter sido descoberto, o antivacina pediu que a enfermeira não o denunciasse, mas não obteve êxito. Na semana passada, a Itália anunciou medidas que barram os indivíduos não-vacinados de uma série de eventos sociais, culturais e esportivos, além de bares e restaurantes. A exigência do comprovante de imunização para a entrada nos locais entra em vigor no dia 6 de dezembro.

Com informações da TV Cultura

** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

Mais lidas de Cotidiano
Últimas notícias de Cotidiano