Levantamento do Liraa aponta 1,1% de infestação por dengue em Cascavel

4.354 imóveis foram verificados durantes os dias 18, 19 e 20 de outubro

21 de outubro de 2021 | 00h15 | Atualizado há 37 dias

(Foto: Pexels)
PUBLICIDADE
A Vigilância em Saúde Ambiental através do Setor de Controle de Endemias realizou nos dias 18,19 e 20 de outubro de 2021 o 4° Levantamento de Índice rápido e amostral (Liraa).

Os agentes de endemias vistoriaram 4.354 imóveis, que apontou índice de 1,1% ( médio risco) de Infestação no Município, o índice dentro do preconizado pelo Ministério da Saúde que é de até 1%.

Mesmo com o índice geral de 1,1%, algumas localidades preocupam, pois apresentaram índice acima do preconizado, no estrato 6 (Centro II, Palmeiras, Alto Alegre, Santo Onofre, Santa Cruz, Fag, Treviso e Paulo Godoy) apresentou um índice de 2,3% (médio risco), estrato 07 (Angra dos Reis, Esmeralda, Siena, Santos Dumont, Aeroporto, Guarujá, Vila Dione, Quebec, XVI de Novembro Itapuã, Santa Felicidade) apresentou índice de 1,8% (médio risco), e estrato 2 (Sanga Funda, Jesuítas, Taruma, Interlagos, Barcelona, Julieta Bueno, Tocantins, Melissa, Brasmadeira, Alvorada) e o estrato 4 (Pinheiros, Cowtry, Canadá, Ceasa, Novo Milênio , Claudete e Cacelli) apresentaram um índice de 1,4% ( médio risco), estrato 03 ( Aras Mantovani, Morumbi, Porto Belo, Periolo, Colmeia, Cataratas, Coopavel, Denapolis, São Cristovão, Gramado, Primavera e Belmonte) estrato 10 (Padovani, Jardim Uião, Santa Catarina, Faculdade, Universitário, Turisparque Veredas, Cascavel Velho, Jardim Italia, Veneza Presidente e Aquarela) apresentaram um índice de 1,2% ( médio risco).

O setor de Endemias irá intensificar as vistorias nestas localidades nos próximos dias, focando nas orientações e eliminação dos focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue.
Com informações da assessoria
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM

<