Deputada pede que o Estado assuma leitos covid em hospitais particulares

Segundo Luciana Rafagnin, no desespero de salvar vidas, famílias comprometem orçamento

21 de junho de 2021 | 20h04 | Atualizado há 42 dias

Foto: Dálie Felberg/Alep
PUBLICIDADE
A deputada estadual Luciana Rafagnin (PT), em discurso na sessão remota da Assembleia Legislativa do Paraná nesta segunda-feira (21), reforçou um pedido feito ao governador Carlos massa Ratinho Júnior para que o Estado do Paraná assuma a conta dos leitos de terapia intensiva (UTI) ocupados por pacientes da Covid-19 em hospitais particulares. "As famílias, no desespero de salvar a vida desses pacientes, comprometem orçamento com as contas de internamento onde consegue garantir uma vaga e o atendimento médico necessário", disse a deputada. Luciana defende tal medida como uma forma de ampliar o acesso à saúde e diminuir o sofrimento do povo paranaense.

Em um momento em que mais de 500 mil vidas foram ceifadas pela Covid-19 no país e, destas, são registradas aproximadamente 30 mil mortes no estado do Paraná, a deputada também voltou a questionar e a criticar o Governo por defender o retorno às aulas presenciais. "É uma decisão irresponsável e inaceitável diante deste cenário", argumentou Luciana. Ela comparou os indicadores da tragédia em nosso país com os registros de casos e de óbitos em países como a Indonésia e a Nigéria que, com populações próximas a do Brasil, estão muito longe da marca de meio milhão de mortes pela Covid-19. 54 mil e dois mil óbitos respectivamente nesses dois países.

Ela aponta a irresponsabilidade do presidente Jair Bolsonaro, em brincar e tripudiar sobre a pandemia e as vacinas desde o início da disseminação do novo coronavírus, como um dos fatores que mais contribuíram para essa triste e lamentável realidade. "Ele se diverte e demonstra insensibilidade com a dor e o sofrimento das famílias brasileiras que perderam seus entes queridos nessa pandemia. Sequer consegue transmitir uma mensagem de pesar e poderia ter evitado esse cenário se começasse antes o enfrentamento da doença e a aquisição de vacinas", concluiu.
Alep
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM