Huop nega que médico pego com drogas faça parte dos quadros de funcionários

Pacientes acionaram a polícia por desconfiarem da conduta do médico

21 de junho de 2021 | 19h06 | Atualizado há 42 dias

PUBLICIDADE
O Hospital Universitário do Oeste do Paraná (Huop) negou que médico pego com drogas na tarde desta segunda-feira (21), em Cafelândia, faça parte dos quadro de funcionários da unidade.

Segundo o hospital, o médico não atende como cirurgião na instituição.

NOTA OFICIAL

O Hospital Universitário do Oeste do Paraná (Huop), por meio de sua Direção Geral, vem a público esclarecer que o médico preso hoje em Cafelândia com porções de cocaína enquanto atendia pacientes da cidade, não faz parte do quadro de profissionais do Huop, e não atende como cirurgião nessa instituição.

A direção foi pega de surpresa com a falsa publicação feita por um portal de noticias que declarou que o acusado seria cirurgião do hospital, notícia tendenciosa e fantasiosa, e que causa espanto, pois em nenhum momento o Huop foi procurado para confirmar tal situação.

É dever da instituição, sempre que procurada, responder e esclarecer a população de Cascavel e do Oeste do Paraná, se pautando sempre pela verdade.

A Prefeitura de Cafelândia também se manifestou e disse que o médico pertence a uma empresa terceirizada e que prestava serviço há dois meses no município. Segundo a secretaria, as providências cabíveis sobre o caso estão sendo tomadas.
Redação Catve.com
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM