Florianópolis

Prefeito de Florianópolis estende quarentena até o dia 8 de abril

"Fico ao lado da vida dos mais de 500 mil moradores da nossa cidade", diz Gean Loureiro

27/03/2020 22h50 | Atualizado em 27/03/2020 23h16
O prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, decretou mais sete dias de quarentena a partir do dia 1º de abril. Ele fez o anúncio em vídeo compartilhado nas redes sociais.

"Perdão aos que eu possa vir a decepcionar. Mas nesse momento, com os dados que temos, fico ao lado da vida dos mais de 500 mil moradores da nossa cidade. Estou decretando mais sete dias de quarentena a partir do dia 1, para durar até dia 08 de abril", diz o prefeito.

Segundo o prefeito a decisão foi mantida após reunião com toda a equipe técnica de saúde. "Tomei aquela que seguramente é a decisão mais difícil de minha vida. Sei que muitos não concordaram com essa medida e que seremos criticados e até mesmo incompreendidos por aqueles que com razão, não aguentam mais essa situação, mas como prefeito não posso fugir da minha responsabilidade", comenta.

O prefeito diz compreender o fato de que além da defesa da vida, todos devem estar empregados, alimentados e em paz, mas que "nesse exato momento, essa equação não tem solução, precisamos escolher uma prioridade e nós escolhemos a vida".

Ele destaca acompanham há semanas o avanço da covid-19 no mundo e no Brasil e elogia a equipe de saúde da cidade. "Posso garantir a todos vocês que temos uma das melhores equipes de inteligência em saúde do país e isso nos permitiu antecipar e iniciar o distanciamento social antes de muitas cidades. Os nossos números já demonstram o quanto estávamos certos. Todos nós sabemos que somente o isolamento não é a cura para o mal que nos assola. Precisamos vencer esse vírus com estratégias e nesse momento suspender a quarentena não é a melhor".

Loureiro compara à situação que aconteceu em Milão na Itália por conta do movimento "Milão não para". "As pessoas saíram às ruas, enchendo shoppings, academias, bares e o transporte público e o resultado foi trágico. Até o dia de hoje mais de 4.600 pessoas morreram por conta do covid-19 apenas em Milão. Metade das mortes de toda a Itália. E agora quem vai repor essas vidas? Como deter a epidemia quando se perde o controle dessa forma?, questiona.

Segundo o prefeito de Florianópolis as pessoas serão liberadas gradativamente do isolamento após a quarentena.

"Precisamos de mais alguns dias para que cheguem os milhares de testes e equipamentos de proteção individual que estamos comprando. Podendo testar a população em grande número vamos monitorar e isolar apenas os contaminados, retomando as nossas vidas em segurança, minimizando o risco da curva de contágio disparar novamente", enfatiza.


Pela quarentena fica proibido o transporte coletivo e escolas, comércios, shoppings, bares e restaurantes devem permanece fechados. Um decreto será publicado com todos os detalhes.

"Peço descultas ao que não concordarem comigo, mas entre o achismo e a ciência, fico do lado da minha equipe médica e ao lado de cada família que está se sacrificando por um bem maior: a vida de todos. Se daqui a algum tempo, disserem que eu e o mundo estávamos errados, paciência, ficarei feliz em saber que vocês estarão ai, com saúde, para poder me criticar a vontade. Isso me basta. Fiquem em casa", finaliza o prefeito.



Redação Catve.com



** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 9 9982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642.