Digital influencer espalhou pânico por causa do novo coronavírus, diz MP-PR

Promotores pedem que ela faça vídeos educativos durante pandemia

25 de março de 2020 | 17h39 | Atualizado há 132 dias

PUBLICIDADE
O Ministério Público do Paraná para apurar a conduta de uma jovem influenciadora digital acusada de causar alarde, pânico e temor por meio de vídeos e comentários em Cascavel.

De acordo com os promotores que assinam a nota informativa, Alex Fadel, Angelo Ferreira, Guilherme Rezende e Guilherme Schimin milhares de pessoas assistiram aos vídeos e comentários onde ela falava sobre o coronavírus para causar alarde, e o ato pode ser considerado crime.

O Ministério Público pede que por videoconferência seja realizada a audiência preliminar para oferecimento de eventual transação penal, um crime de menor potencial ofensivo.

Os promotores escrevem ainda que ela possui milhares de seguidores e tem muitas visualizações diárias nas redes sociais. Sendo assim ele pede que ela faça agora vídeos com informações educativas à respeito da pandemia, durante todo o tempo que vigorar o atual estados das coisas.
Redação Catve.com
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

NOTÍCIAS RELACIONADAS


VEJA TAMBÉM