Cascavel

Comitê Gestor das Águas discute ações para preservação dos rios em Cascavel

Cheiro nada agradável de alguns rios pode indicar a possível existência de poluentes nas águas

13/08/2019 14h20 | Atualizado em 13/08/2019 14h49
O cheiro nas proximidades de alguns deles não é nada agradável. As águas são turvas, escuras, as vezes com mais outras com menos espuma, mas sempre sem vida. Nessa segunda feira a Catve denunciou a situação do Rio das Antas coberto por espuma. A imagem tem se tornado cada vez mais comum nos rios ao redor da cidade e preocupa autoridades e ONGS ligadas à proteção meio ambiente.

Cascavel tem cerca de 18 córregos e em algum momento nos últimos anos cada um deles teve o seu episódio de contaminação. O rio Quati é um deles hoje nossa equipe está aqui e não encontrou espuma.

Para tentar reverter os danos o comitê gestor das águas, criado por decreto em Abril, tem se reunido para definir ações e garantir que de agora em diante essas águas recebam atenção especial.

Outra ação que deve somar forças à recuperação das nossas nascentes é um projeto que está sendo desenvolvido pela ONG amigos dos Rios. Um relatório que deve ser preenchido com cada morador ribeirinho a partir do mês de setembro, vai proporcionar um levantamento detalhado do tamanho do problema a ser enfrentado.

De acordo com o diretor executivo devido à quantidade de denúncias a ONG está se reestruturando para poder repassar as irregularidades de forma documental para os órgãos responsáveis. Um processo que deve agilizar a identificação das causas da contaminação e que vai possibilitar um trabalho em conjunto na recuperação desses rios.

Jornal da Catve



** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 9 9982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642.