Brasil

Protesto de caminhoneiros atinge 12 estados no país

Os motoristas foram convocados pelo Comando Nacional do Transporte

09/11/2015 16h24 | Atualizado em 09/11/2015 16h43
Os protestos atingem rodovias em São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Paraná, Santa Catarina, Rio grande do sul, Espírito Santo, Rio Grande do Norte e Pernambuco. Os motoristas estão mobilizados contra o Governo Federal e pedem o afastamento da presente Dilma Rousseff.

Desta vez, a manifestação não conta com o apoio dos sindicatos, e de acordo com manifestantes, eles são apartidários livres de organizações, já que entidades da categoria, como a Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos, critica as manifestações, julgando imoral "qualquer mobilização que se utiliza da boa fé dos caminhoneiros autônomos para promover o caos no país e pressionar o governo em prol de interesses políticos ou particulares, que nada têm a ver com os problemas da categoria".

A entidade disse não poder admitir que "pessoas estranhas, sem histórico algum de representação da categoria, utilizem-se do respeito que o caminhoneiro conquistou junto à opinião pública pela força e importância que exercem na economia do país", e que paralisações, greves e protestos são legítimos desde que organizados por entidades sindicais com prerrogativa legal, e deflagradas por meio de deliberação em assembleia geral.