Foz do Iguaçu

Agentes penitenciários fazem protesto pela morte de colega no Paraná

A principio, o protesto deve durar apenas um dia, mas a situação pode mudar

16/06/2015 11h50 | Atualizado em 16/06/2015 11h50
O lenço preto marcou o luto na cadeia pública no centro de ressocialização feminino e nas duas penitenciárias de Foz do Iguaçu.

O assassinato de uma agente de 21 anos com seis tiros provocou a revolta da categoria. É o quarto agente assassinado este ano no estado.

Entre homens e mulheres, Foz do Iguaçu tem mais de 2 mil presos nos quatro centros prisionais e cerca de 300 agentes pra cuidar de todos eles. Hoje todo o atendimento está suspenso.

Alguns advogados até tentaram conversar com os clientes, mas não tiveram sucesso. Os presos também estão sem pátio de sol.

A principio, o protesto deve durar apenas um dia, mas a situação pode mudar.

Redação Catve.com