Eleições 2020: Cresce a representatividade feminina na região

Foram eleitas 29 mulheres, sendo um prefeita, uma vice e 26 vereadoras

17 de novembro de 2020 | 13h24 | Atualizado há 63 dias

PUBLICIDADE
As eleições 2020 simbolizam o início de uma mudança quanto a representatividade de gênero. Na região Oeste foram eleitas 29 mulheres. Ibema e Iracema do Oeste escolheram uma mulher para comandar a prefeitura.

E em Nova Aurora foi eleita uma vice. São elas: Ibema - Prefeita Vivi do Aramitan (MDB), Iracema do Oeste - Prefeita Elza Haase Rodrigues (Progressista), Nova Aurora - Neia de Oliveira (PL).

E outras 26 foram eleitas vereadoras. Na distribuição. Cafelândia elegeu três vereadores assim como capitão Leônidas Marques, Lindoeste, Foz do Iguaçu e Três Barras do Paraná. Cascavel, Santa Tereza do Oeste, Toledo e Nova Aurora emplacaram duas vereadoras. Catanduvas, Anahy, Corbélia elegeram uma parlamentar cada.

O número é significativo mas ainda não é o retrato real da sociedade que tem as mulheres como a maioria entre os eleitores.

"A semente foi plantada será terá desdobramentos e continuidade mas ainda mas ele ficamos aqui na região que apesar das mulheres serem 51/52 por cento da quantidade de eleitores ainda predomina eleição de homens não que os homens não sejam competentes e habilidosos mas a igualdade democrática que nós estamos semeando e dependendo como uma meta favorável desenvolvimento da sociedade", afirma Jurandir Parzianello, presidente da OAB de Cascavel.

Em Cascavel, foi quebrada uma sequência de 20 anos sem eleger uma mulher e ao olhar para a história da cidade, o quadro não é animador. Apenas seis foram eleitas de 1953 até agora.

Uma delas, é Marlise da Cruz, eleita em 1977. Sendo a mais votada, com 3.872 votos. Ela exerceu, no total, três mandatos, deixando o Legislativo em 1992.

As novas eleitas, que assumem em 2021, Liliam Faria Porto Borges e Beth Leal, já assimilaram a missão que têm pela frente.

"A gente têm que entender essa comoção para o bem e para moral. Comoção por ser 20 anos sem eleger uma mulher e a negatividade porque a gente não devia estar comemorando isso. A gente devia estar comemorando que Câmara de Vereadores tivesse na sua constituição a proporcionalidade de mulheres que compõem a cidade de Cascavel né ou seja mais da metade", disse Liliam Faria Porto Borges.

Beth Leal encara a missão consciente de que os olhos da população, e sobretudo, dos outros 19 vereadores de Cascavel, voltados à elas.

"Nós temos que analisar pelo ponto positivo por ter 20 anos sem mulheres eleitas. Por outro lado deveríamos ter mais mulheres eleitas, pois tínhamos um quadro de candidatas muito bons. Nós seremos testadas, vai ter essa questão.. que esses 19 homens vão falar. Até onde elas vão. Como vão se comportar. Nós vamos encontrar enfrentamento, mas vamos ter que nos posicionar".
JC1
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM