Cascavel

Áudios e recibos contra vereador foram repassados ao Ministério Público

De acordo com assessora, outros servidores devolvem mais de R$ 2 mil

20/11/2018 20h32 | Atualizado em 21/11/2018 10h43
A denúncia que chegou nesta terça-feira ao Ministério Público contra o vereador de Cascavel Damasceno Junior (DC) tem como base áudios com conversas entre assessoras e recibos de pagamentos de um automóvel. Na conversa, as assessoras relatam a prática: parte do salário recebido na Câmara de Vereadores deve retornar ao parlamentar.

O parlamentar foi denunciado por, supostamente, se apropriar de salários de seus assessores. Conforme a denúncia, uma das assessoras devolvia de R$ 1,2 mil, utilizado para comprar um veículo.

Em um dos áudios, em uma conversa entre duas assessoras, uma delas relata que devolve parte do salário.

No diálogo, uma delas afirma que era repassado ao vereador R$ 2,7 mil e que a assessora ficava com R$ 2 mil.

"O combinado era de você ficar com R$ 2 mil e ele com resto, mas ele te fez outra proposta".

A outra assessora afirma que o parlamentar havia proposto que ela devolvesse um valor menor, mas a assessora não aceitou as condições.

Na conversa, inclusive, uma delas fala que não aceitou "porque não quer saber desse negócio de ficar".

Também foi repassado ao MP, apanhado de recibos que seriam do pagamento de um carro, um Corolla usado pelo vereador, segundo a denúncia, pago com o valor devolvido por uma das assessoras.

Em um segundo áudio, em conversa com outra assessora, mais relatos de devolução de salário.

Uma delas afirma: "Seu pai vai ficar bravo quando souber. Que você devolve dinheiro? Que é R$ 6 mil e pouco?

A outra responde: "Ele sabe".

A assessora fala ainda que outra assessora ficava repassava R$ 2 mil e agora repassa R$ 2,3 mil.

Na conversa, elas falam que isso ainda que consideram a prática como "muita sacanagem" e que se elas recebessem o valor integral, estariam aliviadas.

Uma das assessoras diz ainda que nem todos os políticos fazem isso. Só os corruptos.

O vereador foi procurado pela CATVE, mas está com o telefone desligado e não responde as mensagens.


Veja o documento com a denúncia formalizada.

Redação Catve.com



** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 9 9982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642.