Umuarama empata no fim com o Marreco e segue na briga pelo título da Série Ouro

Na noite deste sábado (18) as duas equipes entraram em quadra para o jogo da volta dos play-offs

18 de setembro de 2021 | 22h21 | Atualizado há 27 dias

Foto: Reprodução Ação TV
PUBLICIDADE
Marreco e Umuarama era o duelo considerado por muitos o mais equilibrado da 2ᵃ fase da Série Ouro do Paranaense de Futsal. E até agora tem sido mesmo. Na noite deste sábado (18) as duas equipes entraram em quadra para o jogo da volta dos play-offs.

Na semana passada o Umuarama fez o dever de casa e venceu o time do sudoeste por 1 a 0. Jogava por um empate no segundo embate. E o time comandado pelo técnico Nei Victor soube aproveitar bem a vantagem construída em Umuarama e com um 2 a 2 no placar segue na briga pelo título.

No Ginásio Arrudão o Marreco até conseguiu abrir uma boa vantagem com gols de Gui Reis e Douglas, um cada tempo. E quando parecia que o jogo seria decidido somente na prorrogação os visitantes foram buscar a igualdade nos minutos finais. Com goleiro linha em quadra Felipinho descontou faltando dois minutos para o fim. Precisando de apenas mais um gol, Nei Victor pediu tempo e ajustou os detalhes para o empate. Trinta segundos depois da parada a bola encontrou Dudu, sozinho na área, que não desperdiçou a chance faltando pouco mais de uma minuto para o fim.

Final dramático no Arrudão. O Marreco ainda foi para cima do adversário, mas não conseguiu o gol que precisava para levar o duelo para a prorrogação.

Nas quartas de final o Umuarama vai encarar o Foz Cataratas, que teve a melhor campanha na primeira fase. Já o Marreco vai tentar escapar do rebaixamento em um ano ruim para o clube. A briga pela permanência na Série Ouro será contra o Siqueira Campos. Quem perder, na chamada Taça FPFS, desce para a Série Prata do ano que vem.

A imagem triste do jogo emocionante foi registrada após o apito final. Nei Victor e o jogador Amadeu, do Marreco, trocaram acusações e xingamentos, trazidos ainda do jogo de ida, e por pouco não trocaram agressões físicas no túnel que dá acesso aos vestiários.
Redação Catve.com
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM

<