Brasil

Moto 1000 GP: Gutierrez intensifica preparação em busca do título

O piloto venceu duas provas no Brasileiro de Motovelocidade em 2014

07/11/2014 14h57 | Atualizado em 07/11/2014 14h58
Líder da GP 1000, categoria principal do Moto 1000 GP, o paranaense Wesley Gutierrez manifesta especial expectativa pelo GP Petrobras, sétima e penúltima etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, marcado para o dia 23 de novembro no Autódromo Internacional de Santa Cruz do Sul (RS). O piloto da Motonil Motor-PDV Brasil prevê uma das corridas mais difíceis do ano e intensifica a preparação para a disputa.

Gutierrez assumiu a liderança com a vitória no GP Curitiba, no dia 26 de outubro - o paulista Danilo Lewis, seu companheiro de equipe, foi o segundo. "O clima na equipe mudou bastante a partir da nossa dobradinha em Curitiba, estão todos mais empolgados e dedicados. É lógico que nossa meta é o título, que está bem disputado. É um título importante e que pode abrir muitas portas para a sequência do nosso trabalho", considera.

O líder da temporada revela ter intensificado sua preparação para o GP Petrobras. "Não só na preparação física, mas também em treinos com moto. A minha moto de corridas fica na sede da equipe em São Paulo a maior parte do tempo, então procuro manter a forma e o reflexo com treinos de supermoto no kartódromo", descreve Gutierrez, representante da cidade de Londrina, inscrito no Moto 1000 GP com a Kawasaki ZX10-R número 47.

A vitória em Curitiba levou Gutierrez a 99 pontos. O vice-líder é o francês Matthieu Lussiana, da Petronas Alex Barros Racing, com 94. "Pela diferença na pontuação, arriscaria dizer que a disputa pelo título vá acabar ficando entre nós dois", arrisca - Lewis, terceiro na tabela, soma 72 pontos, havendo 27 em jogo em cada uma das duas etapas que restam até o fim da temporada. "Vamos dar o máximo de nós por esse título. O momento é bom", considera.

A campanha de Wesley Gutierrez no Moto 1000 GP contempla as duas vitórias nas etapas paranaenses disputadas em Cascavel e Curitiba. Em Santa Cruz do Sul, na abertura da temporada, foi segundo colocado. Em Interlagos, na segunda etapa, foi ao pódio em terceiro. O paranaense da Motonil Motors-PDV Brasil soma ainda também a sexta posição na etapa de Goiânia e o 15º lugar em Brasília, onde sofreu uma queda na última volta.


CLASSIFICAÇÃO
Após seis das oito etapas, a classificação do Moto 1000 GP na GP 1000 é a seguinte: 1º) Gutierrez, 99 pontos; 2º) Lussiana, 94; 3º) Lewis, 72; 4º) Praia, 68; 5º) Ribodino, 63; 6º) Faustino, 55; 7º) Andreghetto, 38; 8º) Ferreira, 32; 9º) Pierluigi, 30; 10º) Eslick, 26; 11º) Moura e Fasci, 19; 13º) L. Barros e Douglas, 18; 15º) Solorza, 16; 16º) Al Malki, 15; 17º) Fittipaldi, 14; 18º) Salles e Zerbo, 13; 20º) Figueiredo e Thiriet, 11; 22º) Iatauro, 10; 23º) Pretel, 8; 24º) Andric, 7; 25º) Lenzi, 4; 26º) De Grandi, 3; 27º) A. Barros, 2; 28º) Luvizotto, 1.