Rússia decreta feriado de uma semana após recorde de óbitos por Covid-19 em 24 horas

País registra aumento significativo de casos e baixo índice de vacinados

20 de outubro de 2021 | 22h58 | Atualizado há 42 dias

(Foto: Twitter @KremlinRussia_E)
PUBLICIDADE
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, decretou feriado de uma semana durante os dias 30 de outubro a 7 de novembro para tentar frear o avanço do coronavírus. Nesta terça-feira (19), o país registrou 1.028 mortes por Covid-19, o maior número desde o início da pandemia.

O Leste Europeu passa por uma nova onda de casos ao mesmo tempo em que os números de vacinados seguem baixos por uma recusa da população em tomar os imunizantes. Apenas 32% dos russos completaram o ciclo vacinal, uma das menores taxas de todo o continente.

Durante videoconferência com funcionários do governo, Putin afirmou que o atual objetivo é proteger a vida dos cidadãos russos. "Por favor, sejam responsáveis e tomem as medidas necessárias para proteger sua saúde e a de seus entes queridos".

O presidente também defendeu a vacina Sputnik-V, um dos primeiros imunizantes fabricados, que segundo ele é ?confiável e eficiente?.

A Rússia totaliza 226.353 óbitos por Covid-19 desde o início da pandemia.
Com informações da TV Cultura
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM

<