Nem tudo será 'esponja' na eleição da presidência da Câmara de Cascavel

27 de novembro de 2020 | 10h09 | Atualizado há 53 dias

PUBLICIDADE
A eleição da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Cascavel para o próximo biênio 2021/2022, não será de "esponja" como muitos pensam. Dentre a facilidade de apertar a "esponja", existe o "ferro", metal mais duro para ser polido e negociado com os vereadores eleitos que pretendem disputar a presidência ou estar inserido na Mesa. Ainda existe as comissões permanentes que devem ser a "moeda" de troca na eleição para presidente.

COMISSÕES I
Algumas comissões são disputadas meio que a "tapas" quando na sua formação. O Regimento Interno da Câmara prevê para cada comissão seja composta por presidente, secretário e um membro. Das 12 comissões existentes, três são as mais disputadas pelos vereadores para estarem nelas.

COMISSÕES II
A CJR (Comissão de Justiça e Redação), a CFO (Comissão de Finanças e Orçamento), e a CSAS (Comissão de Saúde e Assistência Social), serão as três comissões que darão aos vereadores eleitos a possibilidade de acordos políticos com um ou outro candidato para serem os escolhidos.

FORMAÇÃO
A Mesa Diretora é formada por cinco membros. O presidente, o primeiro vice-presidente, o segundo vice-presidente, o primeiro secretário e o segundo secretário. Somado mais as três comissões que disputam a "tapas", serão oito votos garantidos. Para a Câmara que possui 21 vereadores, caso haja disputa entre duas chapas, restam apenas cinco votos que serão disputadíssimos. Quem conseguirá ter a melhor argumentação para obter a maioria dos cinco votos? Para o presidente ser eleito, serão necessários 11 votos. Então o jogo ficará por conta de buscar três votos dos cinco que restam.

POR ENQUANTO
Figura nos bastidores da política nativa, cinco pré-candidaturas à presidência. Alécio Espínola (PSC), Rômulo Quintino (PSC), Mazutti (PSC), Celso Dal Molin (PL) e Valdecir Alcântara (Patriota). Ressaltando que três dos cinco pré-candidatos a presidente, são do PSC, partido do prefeito Leonaldo Paranhos.

PSC
Das cinco pré-candidaturas até o momento, três delas são do PSC de Paranhos. Como o executivo vai resolver a questão? Quem será o escolhido para disputar a presidência? O racha entre os vereadores do PSC poderá acontecer já na primeira sessão da Câmara no próximo ano, quando na escolha da presidência? Jogo de cintura para aqueles que pretendem convencer o prefeito, não deverá faltar. Todos são capacitados e gozam de um relacionamento com o prefeito em alto estilo. Fica a dúvida até a eleição, senhores e senhoras!

CANDIDATURAS A DEPUTADOS
Nem bem esfriou a última eleição em Cascavel e há rumores de que já tem candidatos eleitos e não eleitos do último pleito, se lançando candidato a deputado estadual ou federal. Quais os motivos para estes já divulgarem possíveis candidaturas para deputados? Um modo de conseguir um "carguinho" ou a mágoa é grande sobre aqueles que deveriam ter apoiado a candidatura municipal, e não o fez?

FRACASSO
O fracasso nas urnas em Cascavel por parte de alguns candidatos a prefeito, vice e vereadores, despertou a "ira" política nas veias daqueles que não conseguiram sequer, contabilizar votos para estarem entre os "bam-bam-bans" da política partidária cascavelense? Eis uma questão para ser analisadas com mais critérios. Se não conseguiu argumentos para ter o voto da população cascavelense, conseguirá votos em outros municípios para se eleger?

FUI !!!
"Às vezes as pessoas vão te humilhar, magoar e te tratar mal, mais nunca irão pedir perdão, o máximo que conseguem dizer é, eu estava com raiva". Autor Raphael Rocha
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM