A riqueza e a pobreza dos candidatos a vice e a prefeito de Cascavel

25 de setembro de 2020 | 12h48 | Atualizado há 34 dias

PUBLICIDADE
Durante as tratativas de partidos políticos de Cascavel visando a formação de chapa Majoritária, publicamos aqui no blog, que algumas curiosidades estavam acontecendo no período das convenções. Diferente de eleições anteriores, ao invés de o candidato a prefeito escolher o candidato a vice, via-se o contrário. O candidato a vice, é quem estava escolhendo o candidato a prefeito.

CONVENÇÕES
Pois bem, vieram as convenções, e os candidatos a vice, na sua maioria, escolheram com qual candidato a prefeito iriam formar a chapa para disputar as eleições. Porém, as curiosidades do passado, demonstram no momento o porque a imposição de alguns vices e partidos foram tão grandes.

PODER FINANCEIRO?
Mesmo aqueles que não possui um patrimônio político respeitado pela maioria dos partidos, tiveram êxito na caminhada. Com o pedido de Registro de quatro coligações Majoritária já solicitadas e protocoladas no TSE, percebemos que nas declarações de bens de cada candidato a prefeito e vice, até o momento, demonstram que os candidatos a prefeito, possui patrimônio de bens inferior aos dos candidatos a vice. Estariam aí os motivos que os levaram a emplacar a candidatura a vice nesta ou naquela chapa?

DESVALORIZAÇÃO
Na relação de bens divulgado no TSE de cada candidato a prefeito e vice, os valores dos bens relacionados, possui uma defasagem no mercado imobiliário discrepante. Imóveis declarados com valores bem abaixo do mercado imobiliário. Porém, é o que consta em suas declarações do imposto de renda. Então podemos dizer que os patrimônios de bens declarados, é meramente demonstração de que imóveis em Cascavel e até mesmo empresas, não possui um valor venal do que realmente vale no mercado econômico.

SALÁRIOS
O que causa estranheza nas declarações que devem ser juntadas para pedido de registro de Candidaturas no TSE, é a não obrigatoriedade de candidatos declararem o quanto ganha mensalmente em suas respectivas fontes de renda. Seja como EMPREGADO, seja como APOSENTADORIA, seja como proprietário de empresas que retira o PRÓ-LABORE. Uma curiosidade apenas! Ou seja, por enquanto!

FUI!!!

"Quando novas informações surgem e as circunstâncias mudam já não é possível resolver os problemas com as soluções de ontem", Roger Von Oech.
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM