Câmara de Cascavel entra em recesso parlamentar na próxima semana

10 de julho de 2020 | 11h36 | Atualizado há 24 dias

PUBLICIDADE
A semana que antecede o recesso parlamentar da Câmara de Cascavel, está sendo marcada pelas reuniões entre vereadores com membros do Executivo Municipal. Oito projetos estão na pauta de votação para próxima semana. Destes três dispõe sobre dispositivos de alterações que serão implantadas no IPMC (Instituto de Previdência do Município de Cascavel).

POLÊMICA

O projeto 061/2020 que autoriza o Município de Cascavel a suspender o recolhimento das contribuições previdenciárias patronais devidas ao IPMC, seguindo regulamentações do governo federal, vem gerando polêmica a mais de 30 dias.

REUNIÕES

Algumas reuniões acontecem entre os gestores do Município e vereadores. Porém, nem mesmo os vereadores intitulados da "base" de governo, aceitam aprovar o projeto. Segundo os comentários daqueles que não querem aprovar, estão vereadores do próprio PSC, partido do Prefeito Leonaldo Paranhos.

DISCUSSÃO

O projeto que autoriza a Prefeitura não repassar os valores patronais previdenciários mexeu com a questão partidária. Nas reuniões, o que mais se discute é como irão votar os vereadores do PSC. Como existe alguns que já declararam voto contrário, os outros também não querem votar a favor. Aí que entra a discussão partidária, ?se este não votar, porque eu tenho de votar?? referencia feita por vereadores do partido do Prefeito durante reuniões.

RENÚNCIA

O impasse do projeto 061/2020 vem causando problemas internos dentro do PSC Cascavelense. O vereador Carlinhos Oliveira, chegou ao ponto de declarar que não será candidato a reeleição. Alegação do vereador é que está repesando a candidatura por estar passando por alguns problemas de saúde . Todavia, a pressão de votar o Projeto, pode ser o real motivo. O vereador não confirma tal situação, mas os indicativos demonstram tal possibilidade.

CANDIDATURA I

Com a divulgação da Justiça em manter a reprovação das contas do exercício de 2013 do ex-prefeito Edgar Bueno (PROS), rejeitadas pelo Legislativo Cascavelense em votação tumultuada em 2018, as redes sociais ferveram de opiniões sobre o assunto na quinta-feira (09). Todavia, o departamento jurídico do ex-prefeito que cuida da ação, declarou que além de caber recurso junto ao TJ/PR, o caso não proíbe a candidatura do ex-prefeito Edgar Bueno no pleito de 2020.

CANDIDATURA II

Por outro lado, advogados de causas políticas partidárias, declaram que com esta reprovação de contas do ex-prefeito, ele fica inelegível. Sendo assim, a discussão continua nos bastidores da política nativa. De todo modo, a divulgação da Justiça em manter a decisão da Câmara em reprovar as contas do Ex-prefeito e atualmente pré-candidato ao cargo de prefeito nas eleições deste ano, está sendo um ?prato cheio? para os adversários e concorrentes de Edgar Bueno.

FUI !!!

"Perdido, sozinho, abandonado, angustiado, desprezado, desacreditado, desiludido, rebaixado, fraco, sem vontade, sem sonhos, sem liberdade, sem confiança e triste. Esse é o reflexo de um coração que um dia foi puro, verdadeiro e sincero, mas te conheceu?, Bruno Felipe.
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM