Renato Feder recusa cargo de ministro da Educação

05 de julho de 2020 | 15h43 | Atualizado há 32 dias

PUBLICIDADE
O presidente da República, Jair Bolsonaro, terá que procurar outro nome para ministro da Educação.

Cotado, o secretário de Educação do Paraná, recusou o convite.

O anúncio foi feito por ele mesmo, neste domingo (5).

"Fiquei muito honrado com o convite, que coroa o bom trabalho feito por 90 mil profissionais da Educação do Paraná. Agradeço ao presidente Jair Bolsonaro, por quem tenho grande apreço, mas declino do convite recebido".

Feder esteve no radar de Bolsonaro dias depois da queda de Abraham Weintraub. O secretário Feder chegou a se reunir com o presidente, porém, optou por Carlos Alberto Decotelli mas ele foi descartado após inconsistências no currículo Lattes.

Feder vai continuar no governo Ratinho Júnior.

"Recebi na noite da última quinta-feira uma ligação do presidente Jair Bolsonaro me convidando para ser ministro da Educação. Fiquei muito honrado com o convite, que coroa o bom trabalho feito por 90 mil profissionais da Educação do Paraná. Agradeço ao presidente Jair Bolsonaro, por quem tenho grande apreço, mas declino do convite recebido. Sigo com o projeto no Paraná, desejo sorte ao presidente e uma boa gestão no Ministério da Educação", escreveu Renato Feder.
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM