Luiz Nardelli

Podemos à deriva em Cascavel

08/05/2019 15h17

Momento de transição política partidária, muitos filiados do Podemos, partido capitaneado pelo Senador Álvaro Dias, não sabem o que fazer!

Promessas

Na campanha de 2018 o Podemos foi dado pelo senador ao grupo do prefeito Paranhos, com indicação da presidência para Luciano Braga Côrtes! Passado as eleições, o Podemos é um Partido acanhado no município. Ninguém responde pela sigla, mesmo tendo um vereador na Câmara, Jaime Vasatta!

Sem direção

Com a mudança na direção do Partido no Estado, as conversas mudaram de rumo e Pedro Martendal, filiado a Sigla em Cascavel, pode se tornar o presidente, já que conversas avançadas entre Martendal e o deputado Márcio Pacheco (PDT) caminham para uma possível coligação no pleito do próximo ano!

Filiados

Em conversa com o quase ex-presidente que não foi da Executiva Cascavelense, Braga Cortes, ele confidenciou a este blogueiro, que o partido tem cerca de 200 fichas de filiações no Podemos, mas caso o partido migre para outra composição, essas fichas não serão repassadas aos novos caciques do Podemos em Cascavel.

Presidência

Segundo informações, os senadores Álvaro Dias e Oriovisto Guimarães terão que conciliar os interesses do Partido em Cascavel com o Senador Flávio Arns, para quem o futuro presidente Martendal trabalhou abertamente na última eleição!

Eleição

Com esta expectativa do Podemos ter candidatura própria, conforme dito pelo presidente estadual da sigla, Marcelo Almeida, estranhamente o grupo de Pacheco não seria o melhor lugar para apoiamentos, já que o deputado Pacheco, diz que será candidato a prefeito de Cascavel pelo PDT. E agora? Pacheco deixará o PDT para que o ex-prefeito Edgar retorne de sua licença e seja candidato? Ou o Podemos vai ser coadjuvante do PDT na eleição? E essa historinha de candidatura própria é só para deixar o grupo de Paranhos?


FUI!!!

Leia outros artigos de Luiz Nardelli