Luiz Aparecido

Volkswagen iniciará vendas do ID.4 na Europa, na China e nos EUA

23/03/2020 02h09

O carro-conceito ID. Crozz, apresentado no Salão do Automóvel de São Paulo em 2018, evoluiu para sua versão de produção em série, o ID.4: a Volkswagen está trabalhando em sua estratégia de mobilidade elétrica, oferecendo uma visão detalhada do primeiro SUV totalmente elétrico da marca durante um webcast, após o cancelamento do Salão do Automóvel de Genebra.

O novo ID.4 será lançado este ano. Seguindo o caminho aberto pelo ID.3, já foi iniciada a contagem regressiva para o segundo modelo baseado na nova matriz modular de propulsão elétrica (MEB). "Assim como o ID.3, o ID.4 também chega ao mercado como um veículo neutro em emissões de carbono", explica Ralf Brandstätter, Chief Operating Officer da marca Volkswagen. "Vamos produzir e vender o ID.4 na Europa, na China e nos Estados Unidos."

O design desse SUV com emissão zero é particularmente aerodinâmico. Ralf Brandstätter: "A aerodinâmica excepcional reduz o coeficiente de arrasto e vai aumentar a autonomia do ID.4 para até 500 km, dependendo do pacote de baterias".

O ID.4 será lançado inicialmente com tração traseira e uma versão com tração integral será acrescentada ao portfólio em outra data. A bateria de alta voltagem está posicionada próxima ao centro da parte inferior da carroceria, para criar um baixo centro de gravidade e uma disposição otimizada em termos de dinâmica de condução, juntamente com uma distribuição de pesos sobre os eixos extremamente bem equilibrada.

Como todos os outros modelos MEB, o ID.4 oferece excelente espaço interno, graças à sua compacta tecnologia de propulsão elétrica. O cockpit totalmente digital do SUV com emissão zero foi claramente estruturado. Ele é operado primariamente através de superfícies de toque e um controle por voz intuitivo e inteligente.

Para a Volkswagen, o ID.4 e o ID.3 representam marcos importantes na aposta da marca de tornar-se inteiramente neutra em emissões de carbono até 2050, em linha com o acordo do clima de Paris. Planos em andamento visam reduzir as emissões de CO2 da frota da Volkswagen em um terço já em 2025.

A Volkswagen está investindo neste momento 1 bilhão de euros para eletrificar sua gama de modelos, oferecendo ao mesmo tempo um número crescente de veículos híbridos. Isto se baseia no fato de que, assim como propulsores elétricos, novos sistemas híbridos parciais e plug-in, como os do campeão de vendas Golf, ajudarão significativamente a reduzir as emissões da frota no futuro.

Por isso, o foco da empresa durante o webcast não está concentrado apenas nos modelos ID., mas também nos novos modelos da Volkswagen com propulsão híbrida. Eles incluem o novo Touareg R Hybrid. Como resultado, o modelo mais potente da Volkswagen também será impulsionado no futuro por um eficiente sistema híbrido plug-in.

A aliança entre um motor movido a eletricidade que gera 100 kW (136 cv) e um motor V6 turboalimentado a gasolina (TSI) com uma potência de 250 kW (340 cv) leva a uma potência combinada de 340 kW (462 cv) e um torque máximo de 700Nm. A capacidade da bateria do Touareg R, com uma velocidade máxima de 140 km/h em E-MODE (propulsão inteiramente elétrica), foi concebida para que a maioria das distâncias de deslocamento diárias médias possam ser cobertas com emissão zero.

Leia outros artigos de Luiz Aparecido