Luiz Aparecido

Beto Monteiro já está na Grande Final da Copa Truck

16/04/2019 12h13

Com uma atuação de gala em Campo Grande, onde conquistou uma vitória e um segundo lugar, Beto Monteiro conquistou domingo o primeiro título da Copa Truck em 2019. O piloto pernambucano da Volkswagen faturou a Primeira Copa dois anos após fazer história - ele havia sido o primeiro campeão de copas da história em 2017 justamente na capital do Mato Grosso do Sul.

Correndo com o regulamento à seu favor e com a desvantagem de ter um limitador de potência por conta das vitórias na etapa anterior, em Goiânia, Beto não se contentou em apenas monitorar seus principais rivais - Felipe Giaffone e André Marques - e fez questão de brigar pela vitória. Em poucas voltas, o piloto da Volkswagen engoliu Marques e o pole Wellington Cirino para assumir a liderança de uma vez.

Para completar a festa da montadora alemã na primeira corrida, Paulo Salustiano chegou em segundo após superar Cirino e relegar o paranaense ao terceiro e último lugar do pódio da corrida 1, logo à frente de Marques. Também na briga pelo título, Giaffone foi quinto e tanto ele quanto Marques precisariam de um milagre para tirar a Primeira Copa de Beto. Outro fato interessante desta primeira corrida foi o sétimo e oitavo lugares, nesta ordem, do casal Renato Martins e Débora Rodrigues, que garantiram a primeira fila da prova 2 - algo inédito na Copa Truck.

A corrida complementar começou com todos os olhos voltados aos três candidatos ao título: Beto Monteiro, Felipe Giaffone e André Marques. Mesmo saindo atrás dos rivais, Beto não quis nem saber: no vácuo do companheiro Salustiano - em um trabalho de equipe já previsto -, os dois foram escalando as posições uma a uma até chegarem ao topo. Tendo abandonado a corrida 1 na liderança após uma quebra de motor, Salustiano quebrou um jejum de anos sem vitórias ao receber a bandeirada na frente do companheiro, somando mais uma dobradinha pra Volkswagen. Beto, por sua vez, pôde celebrar oficialmente a conquista.

A festa foi completada no pódio por Débora Rodrigues, somando seu segundo pódio no ano com o terceiro lugar. Como a segunda corrida premia os cinco melhores, coube a Giaffone e Marques compensarem a derrota no campeonato com dois troféus pelo quarto e quinto lugares, respectivamente, separados por menos de três décimos.

Como resultado, Monteiro terminou a Primeira Copa com 78 pontos, contra 59 de Giaffone, 57 de Marques e 48 de Débora. Com isso, Beto já está classificado para a final com 12 pontos de bonificação, assim como Giaffone, que leva dez, e Marques, que ganhou oito pontos já na tabela da Grande Final, marcada para dezembro em Interlagos.

Finalizada a Primeira Copa, a Copa Truck faz um intervalo de pouco mais de um mês para o início da segunda Copa, no dia 2 de junho, em Londrina. Curvelo, em Minas Gerais, definirá os três próximos classificados no dia 14 de julho.


Confira os resultados completos da Copa Truck em Campo Grande

Corrida 1

1º) Beto Monteiro (Volkswagen), 14 voltas em 25m38s039

2º) Paulo Salustiano (Volkswagen), a 7s719

3º) Wellington Cirino (Mercedes-Benz), a 11s074

4º) André Marques (Mercedes-Benz), a 22s001

5º) Felipe Giaffone (Iveco), a 29s140

6º) Jaidson Zini (Iveco), a 29s763

7º) Renato Martins (Volkswagen), a 38s525

8º) Debora Rodrigues (Mercedes-Benz), a 39s414

9º) Regis Boessio (Volvo), a 40s320

10º) Rogerio Castro (Mercedes-Benz), a 44s186

11º) Roberval Andrade (Mercedes-Benz), a 58s330

12º) Clodoaldo Monteiro (MAN), a 1min02s123

13º) Djalma Fogaça (Ford), a 1min07s890

14º) Jô Augusto (Volkswagen), a 1min08s438

15º) Adalberto Jardim (Ford), a 1min18s941

16º) Fabio Carvalho (Iveco), a 1min52s586

17º) Luiz Lopes (Iveco), a 1 volta

Não completaram 75% da prova

Djalma Pivetta (Iveco), a 6 voltas

Leandro Totti (Mercedes-Benz), a 7 voltas

Maikon Lauck (Mercedes-Benz), a 11 voltas

Fabio Fogaça (Ford), a 11 voltas

Luiz Carlos Zapelini (MAN), a 11 voltas

Hiro Yano (Volvo), a 13 voltas

Melhor volta: Beto Monteiro, 1m48s742


Corrida 2

1º) Paulo Salustiano (Volkswagen), 14 voltas em 25m38s546

2º) Beto Monteiro (Volkswagen), a 2s603

3º) Debora Rodrigues (Mercedes-Benz), a 21s282

4º) Felipe Giaffone (Iveco), a 23s257

5º) André Marques (Mercedes-Benz), a 23s493

6º) Clodoaldo Monteiro (MAN), a 39s956

7º) Regis Boessio (Volvo), a 41s817

8º) Renato Martins (Volkswagen), a 43s546

9º) Rogerio Castro (Mercedes-Benz), a 52s344

10º) Jaidson Zini (Iveco), a 1min08s859

11º) Djalma Pivetta (Iveco), a a 1min34s385

12º) Fabio Carvalho (Iveco), a 2min11s673

13º) Jô Augusto (Volkswagen), a 1 volta

Não completaram 75% da prova

Wellington Cirino (Mercedes-Benz), a 7 voltas

Djalma Fogaça (Ford), a 7 voltas

Adalberto Jardim (Ford), a 7 voltas

Luiz Lopes (Iveco), a 12 voltas

Roberval Andrade (Mercedes-Benz), a 14 voltas

Leandro Totti (Mercedes-Benz), não largou

Maikon Lauck (Mercedes-Benz),não largou

Fabio Fogaça (Ford), não largou

Luiz Carlos Zapelini (MAN), não largou

Hiro Yano (Volvo), não largou

Melhor volta: Beto Monteiro, 1min48s388



Classificação Final da Primeira Copa

1º) Beto Monteiro, com 78 pontos

2º) Felipe Giaffone, 59

3º) André Marques, 57

4º) Debora Rodrigues, 48

5º) Rogerio Castro, 39

6º) Paulo Salustiano, 38

7º) Clodoaldo Monteiro, 35

8º) Regis Boessio, 30

9º) Jaidson Zini, 29

10º) Leandro Totti, 27

11º) Luiz Carlos Zapelini, 27

12º) Renato Martins, 27

13º) Roberval Andrade, 24

14º) Adalberto Jardim, 19

15º) Wellington Cirino, 18

16º) Djalma Pivetta, 15

17º) Hiro Yano, 14

18º) Luiz Lopes, 14

19º) Jô Augusto, 9

20º) Djalma Fogaça, 7

21º) Fábio Carvalho, com 4 pontos


Vídeo: Master/Catve

Leia outros artigos de Luiz Aparecido