Jorge Guirado

Nossas marginais, socorro - por Jorge Guirado

24/06/2019 14h20

Infelizmente o empresariado, aquele que gera emprego, renda, paga impostos, carrega o município, o estado e o país, é marginalizado.

Literalmente marginalizado aqueles que precisam utilizar as marginais da BR 277 de Cascavel.

Seja para qual lado for. Para o lado do autódromo (sentido Curitiba) para o lado do aeroporto sentido Foz do Iguaçu.

Buracos, depressões, pista irregular, falta de asfalto...um absurdo.

Absurdo para quem utiliza, para quem lá trabalha, para quem vai lá buscar serviços daquelas empresas, quem vai lá comprar. Todos tem de ter muita necessidade e disposição para fazê-lo.

Nesta semana mostramos no EPC a situação de uma manifesto daqueles MARGINALizados.

Eles infelizmente vivem no meio de um jogo de empurra.

Prefeitura diz que é com Estado. Estado diz que é com as concessionárias.

Concessionárias aquelas em que o Estado através do DER permitiu aumentos abusivos dos valores do pedágio. Concessionárias aquelas que por falta de fiscalização do DER não cumpriram as obrigações com duplicações, trevos e MARGINAIS.

O jogo de empurra inverso. DER que fez vistas grossas às enrolações das Concessionárias. DER que teve o apoio na falta de fiscalização por parte de várias entidades associativas Paranaenses, DER e associações que tiveram as "costas largas" da AGEPAR, que nada viu, nada fez e tudo a favor delas consentiu.

Leia outros artigos de Jorge Guirado