Alonso Tomaz

O aumento da carne, por Alonso Tomaz

30/11/2019 16h43

A carne subiu

O que se a de fazer

Explicar pro vizinho

Que aquele churrasquinho

Não vai acontecer, ele vai entender

Ate a coxa e sobre coxa

Poxa como subiu

E a carne moída

Que já fez parte da minha vida

Se uniu a carestia

Sou peão de lida de luta e correria

Poeta inspirado, animado, dedicado a poesia

E falo com firmeza, carne na minha mesa

Nunca deixei faltar

O meu filho deu um grito, ovo frito nem pensar

Eu entendo filhão você pode dar uma mão

E começar a trabalhar, ai a coisa vai

Você ajuda o pai pra carne não faltar

Leia outros artigos de Alonso Tomaz


Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Card image cap

PAI, por Alonso Tomaz


16/11/2019 17h16

Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe